jusbrasil.com.br
14 de Novembro de 2018

Alteração no Regulamento Geral da OAB: mulheres ocuparão pelo menos 30% dos cargos diretivos

Escola Brasileira de Direito, Professor
há 20 dias

As mulheres advogadas, a partir de 2021, terão direito a ocupar pelo menos 30% dos cargos diretivos, segundo a alternação no Regulamento Geral da OAB realizado na sessão do Conselho Pleno. A alteração no Regulamento Geral exige que as chapas observem em sua composição o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo para todos os órgãos diretivos da entidade.

Assim, no mínimo, 30% dos cargos de diretoria dos Conselhos Seccionais, de conselheiros seccionais, de conselheiros federais, de diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados e também das Subseções passarão a ser ocupados por advogadas mulheres.

Nas palavras do presidente nacional da OAB Claudio Lamachia:

Estamos construindo uma verdadeira política inclusiva, alçando bandeiras que defendemos há muito tempo e em sintonia com nossa campanha mais mulheres na OAB. É um propósito comum deste Conselho a inclusão justa e necessária da mulher nos quadros diretivos da nossa entidade. O que fizemos hoje aqui foi história, que, esperamos, aconteça também nos demais cargos eletivos e representativos em todo o País.

Sem dúvidas, essa é mais uma ação que demonstra o claro reconhecimento da importância da mulher advogada para a advocacia.

  • Qual sua opinião sobre o assunto?

O poder de transformação e conquista de seus objetivos está em você e a EBRADI está comprometida em direcioná-lo em sua carreira. Nossa metodologia une conteúdo de alta qualidade, tecnologia de ponta e serviços que permitem o ensino completo a distância com aproveitamento total do seu potencial de aprendizagem.

Fonte: Conselho Federal da OAB

Fonte da imagem: noticenter

62 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Sendo mulheres eficientes, ótimo. Problema é mulher ocupar um posto só por ser mulher... continuar lendo

Se for por eficiência não deveria ter cota nenhuma....
A mulher com pensamentos machistas é pior que o machismo.... continuar lendo

comentario estranho, nao? continuar lendo

Não serão só as mulheres.
"A alteração no Regulamento Geral exige que as chapas observem em sua composição o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo para todos os órgãos diretivos da entidade." continuar lendo

Eta classe desunida ! Cada dia que passa a mulher tem conquistado mais espaço para a alegria de muitas e tristeza de outras. Por que será ?? continuar lendo

Quem é competente já consegue isso em precisar de cotas. Cotas só servem para colocar quem não consegue por capacidade própria em algum lugar. A única "competência" considerada em cotas, é a "competência" biológica. continuar lendo

A pessoa faz um comentário e vem um lacrador falar de machismo. Ser contra cotas e dar opinião a respeito não é machismo ou qualquer imputação da moda às pessoas.

Compartilho do pensamento da Ana Francisca, mulheres são tão competentes quanto homens e não precisam de cotas, a competência e interesse definem.

É um absurdo a utilização das cotas em nosso país principalmente o uso político tosco como no caso da OAB.

Enfim espero não ser preso por achar o que eu acho. #Peace continuar lendo

Por cotas, por canetada e não por competência, pois se fosse por competência, não precisaria ser obrigado, e alçariam tais cargos por meio das próprias competências. Eu sinto vergonha, como mulher, de ler esse tipo de coisa. continuar lendo

Talvez eu esteja enganado e se eu estiver eu peço desculpas pela ignorância, mas como podemos , hipoteticamente , em uma corrida de 100mts, sairmos 50mts na frente das mulheres e falarmos em competência ou igualdade de oportunidades? continuar lendo

@esiosardinhaadv

"Os últimos registros da Ordem dos Advogados do Brasil contabilizam 1.142.326 advogados (agora – às 12h do dia 5/3 – pois este número é constantemente atualizado no Quadro de Advogados da OAB. Desse total, 545.765 são mulheres, ou seja, um percentual de 48%. Tomando como base os dados e a evolução da participação feminina no Direito, a estimativa é que, até o ano de 2020, o número de advogadas mulheres seja superior ao de homens advogados."

Explique-me, de maneira realista, onde você observa que homens saem 50mts na frente das mulheres na advocacia. continuar lendo

Concordo, Isa Bel

Digo mais, além da questão do mérito, já que há exemplos de competência e de incompetência nos dois gêneros, não adianta nada aumentar vagas para mulheres se elas mesmas não votam nelas. continuar lendo

Acho que o senho é inteligente o bastante pra entender o que eu quis dizer. continuar lendo

Veja que um candidato a presidente, que se declarou machistas (“mulher deve ganhar menos que o honem” ; fraquejei no quinto filho , e nasceu uma mulher) está recebendo volos de muitas mulheres...
Como já disse : “a mulher com pensamentos machistas é pior que o machismo” continuar lendo

A resposta é simples: a mulher está menos propensa a sacrificar vida familiar do que o homem em detrimento da carreira. Aquelas q o fazem, conseguem alçar vôos maiores. As demais, q tentam compatibilizar as duas coisas, ficam na medianidade. É uma questão de escolhas e prioridades. continuar lendo

E quanto a escolha do candidato, ela é bem lógica: entre um poste respondendo 32 processos por gestão 'duvidosa' no último cargo público, dirigido por um presidiário bêbado condenado em segunda instância, com mais oito processos rolando e mais algumas delações, pertencentes a um partido onde toda liderança ou está presa ou respondendo processos por corrupção e lavagem de dinheiro, e um candidato q é machista na vida privada dele, a escolha é fácil. Viva Bolsonaro. continuar lendo

Não poderia esperar nada muito diferente num espaço jurídico: a defesa de bandidos como o morubixaba presidiário curitibano analfabeto encantador de burros.

Ele conseguiu um feito inédito: ser preso no regime militar e na democracia.

Foi "preso político", hoje é "político preso".

Em breve, será só um "preso esquecido", como Eduardo Cunha. continuar lendo

Somos mais da metade da advocacia brasileira e teremos somente 30% da OAB, e somente em 2021, ou seja, esta notícia não deveria ser comemorada, mas lamentada. Deveríamos ser metade e o quanto antes!! continuar lendo

Acho que lhe faltou LEITURA... O texto diz: PELO MENOS 30%. Pode ser 40%, 50%, 60%,.. enfim. Não significa que não possa ser mais do que 30%. Melhor leitura na próxima vez. continuar lendo

Te entendo, mas acredito que seja uma melhoria, visto que 30% seria o mínimo.
E estamos caminhando, ainda que devagar... continuar lendo

Na minha opinião, que é minha, deveria ser obrigatório metade das vagas para mulheres.
Igualdade. continuar lendo

O que tem que acabar, é com a obrigatoriedade de voto na OAB! Chega a ser ridículo, para uma Entidade que tem como escopo, a liberdade de pensamento!
Existem outras maneiras de cobrar anuidades atrasadas, ou outras formas de arrecadação, em vez de multar quem nao votou! continuar lendo

Marcos. Endosso. Não só acabar com o voto obrigatório, como também votarmos para escolher o presidente do conselho federal, que hoje fica em eleição INdireta. Vamos mostrar a nossa democracia em casa. continuar lendo

MARCOS, quanta bobagem. No dia que o volto for facultativo só irá votar quem queira tirar vantagem imoral sobre seu voto. continuar lendo